Espetáculos Anteriores
20th ago 2010Posted in: Espetáculos Anteriores 0
Espetáculos anteriores

A Menor Máscara do Mundo (2002)

Sete palhaças e um palhaço em cena transformam situações simples e cotidianas em motivo para jogo e riso, numa abordagem inusitada e poética, acentuada pela linguagem do teatro gestual pesquisada pela Companhia.
Partindo de situações clássicas do jogo de clowns/palhaço, o espetáculo, sem fala, foi criado como uma partitura de cenas com elos de ligação. Fome, malícia, paixão, ingenuidade, entre outros temas, se transformam em fatos surpreendentes que provocam riso e comoção, motivos para a exploração do patético e do poético pelos palhaços.

Ficha Técnica

Direção e Roteiro:
Luís Igreja
Elenco:
Ana Carina, André Marcos, Ademir de Souza, Cecília Ripoll, Fárida Rosendo, Janaína Moraes, Jaqueline Caldas, Maria Clara Wermelinger e Tania Gollnick.

Macbeth – A Tragédia da Ambição (1996)

A montagem do texto clássico de Shakespeare marcou a reaproximação da Companhia do Gesto com a palavra, a partir da pesquisa gestual que incorpora a voz e a fala de maneira orgânica ao ator e seu corpo expressivo. O espetáculo tinha um elenco reduzido de seis atores que, trabalhando com e sem máscaras, contavam a tragédia de Macbeth, do homem primitivo e bárbaro, sem controle dos próprios instintos. E também a tragédia do homem moderno, civilizado, que, às vésperas de um novo milênio, continuava perplexo diante de seu destino.

Ficha Técnica

Direção:
Dácio Lima
Texto:
William Shakespeare
Adaptação:
Companhia do Gesto
Tradução:
Manuel Bandeira
Elenco:
Ademir de Souza, Gulu Monteiro, Helena Varvaki, Luís Igreja, Sávio Moll e Thelma Nascimento.
Ambientação Cênica e Figurinos:
Biza Vianna
Música e Direção Musical:
Jocy de Oliveira
Preparação Vocal:
Suely Mesquita
Iluminação:
César Ramires
Confecção das Máscaras:
Grupo Teatral Moitará (Assassinos, Duncan, Malcom e Criada)
Companhia do Gesto (Os três Espíritos e Convidados do Banquete)
Adereços:
Mário Parente (Marucho)

O Baile (1993)

Montagem histórica que ficou em cartaz durante seis anos e viajou por todo o Brasil. A partir da idéia da peça de Jean-Claude Penchenat (que deu origem ao filme de Ettore Scola), a Companhia do Gesto criou um espetáculo que contava 40 anos da história do Brasil (a partir da década de 50) em um salão de baile, através da música, da dança e da composição gestual dos atores, abdicando da fala.
O Baile significou um grande desafio e também uma continuidade natural do trabalho de investigação teatral que desenvolvido pela Companhia do Gesto.

Ficha Técnica
Direção:
Dácio Lima
Dramaturgia e Roteiro:
Dácio Lima e Fátima Valença
Elenco:
Arildo Figueiredo, Augusto Madeira, Caco Monteiro, Carolina Virgües, César Eduardo, Danusa Depes Portas, Dill Costa, Elvira Elena, Evandro Mello, Fidélis Fraga, Gina-Rê, Graça Veloso, Gulu Monteiro, Ivan Martins, Kenia Costa, Kleber Oliveira, Leninha Pires, Luís Igreja, Marcelo Viana, Mathew Leisnoch, Milton Prado, Rita Porto, Rita Siriaka, Tatiana Toffoli, Tina Águas e Thelma Nascimento.
Coreografia:
Jaime Arôxa
Direção Musical e Trilha Original:
Ronaldo Mota
Figurinos:
Biza Vianna
Cenografia:
Marcos Flaksman
Iluminação:
Jorginho de Carvalho
Máscaras:
Companhia do Gesto e Jorge Sacadura Cabral
Pesquisa Histórica:
Mônica Velloso

As Máscaras (1989)

Espetáculo que levou à cena, pela primeira vez no Brasil, as máscaras teatrais como tema e técnica. Resultado da busca por uma expressão essencial dos atores, transportou platéias para um mundo de encantamento, de respiração suspensa, de sensibilidade extrema. Indicado ao Mambembe de melhor diretor (Dácio Lima) e representante do Brasil no Festival Internacional de Teatro de Bayonne, França (1991).

Ficha Técnica
Direção e Roteiro:
Dácio Lima
Elenco:
Ana Luiza Magalhães, Arnaldo Marques, Elke Rettl, Gulu Monteiro, Isa Xavier, Luís Igreja, Rita Porto, Rita Siriaka, Thelma Nascimento, Venício Fonseca.
Música Original:
Paulo Steinberg
Iluminação:
Sérgio Pessanha
Treinamento de Perna-de-Pau:
Beto Franco (Grupo Galpão)
Confecção das Máscaras:
Companhia do Gesto

Os Clowns (1986)

Primeiro espetáculo brasileiro a colocar o clown em cena como técnica e tema. Os clowns da Companhia do Gesto em ação trouxeram um modo específico de ver o mundo, revelando através do riso os problemas de relacionamento entre as pessoas, ou entre as pessoas e as coisas. Apresentaram o avesso do comportamento habitual e inverteram as ações do cotidiano, mostrando o que elas têm de absurdo, quebrando a rigidez quando o comportamento mecânico é flagrado e colocado em evidência, e sugerindo, assim, a redescoberta do elemento vivo.

Ficha Técnica
Roteiro e direção:
DÁCIO LIMA
Elenco:
Acácio Frauches, Ademir de Souza, Cíntia Barreto, Elena Gurgel Pires, Gulu Monteiro, Rogério Diógenes.
Música:
Paulo Steinberg
Iluminação:
Fred Pinheiro
Adereços:
Darci Cardoso

Super Zé (1984)

Espetáculo que transpõe para o palco a linguagem dos quadrinhos, contando a saga de um super-herói brasileiro, o Super Zé. Texto de Dácio Lima, montado inicialmente em Brasília e re-montado no Rio de Janeiro, foi o primeiro trabalho do diretor ao retornar ao Brasil, anterior à criação da Companhia do Gesto e ao início da pesquisa do teatro Gestual.

Ficha Técnica

Texto, Direção e Roteiro:
Dácio Lima
Elenco:
Acácio Frauches, Ana Achcar, César Roffer (César Eduardo), Daniela Maia, Dácio Lima, Gulu Monteiro, Lúcia Du Arte, Márcio Coelho, Neide Pires, Rogério Coutinho, ROxana Bentes, Samir Murad.
Direção Musical:
Charles Kahn
Músicas:
Guilherme Hermolin e Charles Kahn
Figurino:
Vera Canholato
Adereço:
Rui Teixeira

Leave a Reply






4 − dois =