Blog
1st nov 2011Posted in: Blog, Oficinas 0
Oficina 2011- Mascara Neutra e Clown
Mascara Neutra e Clow

Oficina começa dia 16 de novembro. Incrições oficinas@companhiadogesto.com.br

A oficina da Companhia do Gesto de 2011 tem formato novo – abordará a máscara neutra e o clown. Mande um e-mail para garantir sua vaga até
14 de novembro.

Máscara Neutra e Palhaço – um encontro pessoal (com Luís Igreja)
Nova oficina da Companhia do Gesto, com foco na Máscara Neutra e no Palhaço, que aprofunda a vivência das duas máscaras e acentua os
pontos de ligação entre as duas ferramentas (a neutra e o nariz vermelho). Para iniciantes, uma introdução aos dois elementos
fundamentais da técnica gestual; para iniciados, uma oportunidade de uma vivência mais ampla dessas duas ferramentas essenciais do
ator-criador.

Carga Horária: 35h – 10 aulas de 3h30h
Período: de 16 de novembro a 7 de dezembro de 2011
Horário: 19h às 22h30
Valor: R$ 350,00 (pagamento em 2 parcelas R$ 175,00. Desconto de 10%
para pagamentos à vista integrais e para ex-alunos dos cursos da Companhia)

Informações e incrições:
www.companiadogesto.com.br
oficinas@companhiadogesto.com.br

Sobre a Oficina:
A Máscara Neutra é o ponto de partida do trabalho, ferramenta facilitadora da busca de um estado de presença plena. No trabalho
didático é utilizada como elemento primordial no desenvolvimento de um intérprete que pretenda explorar seu potencial máximo, de maneira
espontânea, já que possibilita o reconhecimento (e a limpeza) de vícios adquiridos em antigos espetáculos e personagens e no próprio
cotidiano.
Na investigação junto aos alunos/atores, é proposta uma combinação de trabalhos corporais ancorados principalmente na Yoga, no Chi Kung, no
Kung Fu e em um Treinamento de Consciência Corporal do Teatro Gestual.
A combinação equilibrada dessas práticas distintas possibilita ao praticante caminhar na direção de um corpo vigoroso e sensível, pleno
de atenção. A partir desse ponto o ator adquire um Estado que o permite seguir por uma jornada de criação renovada.
A segunda parte da oficina se dedica a busca do Palhaço. A partir de um estado de pesença plena desperto pela ação da Neutra, partimos para
a descoberta de um estado autêntico, revelado a partir de características físicas e psicológicas, muitas vezes desconhecidas do
próprio intérprete ou camuflada por anseios de aceitação social.
O material individual e coletivo levantado ao longo das duas etapas da oficina possibilita ao intérprete se iniciar no caminho do Palhaço, do
cômico, e também de um ator disponível para uma criação genuína.

Leave a Reply






+ sete = 15